Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Professor publica livro sobre Centro de Artes Cênicas do Maranhão
Início do conteúdo da página Notícias

Professor publica livro sobre Centro de Artes Cênicas do Maranhão

Obra “Centro de Artes Cênicas do Maranhão: Memórias e Resistência de uma Escola de Teatro” foi escrita por Gilberto Martins, do IFMA Campus Avançado Carolina
  • Com informações do IFMA Campus Avançado Carolina
  • publicado 01/07/2020 14h50
  • última modificação 01/07/2020 14h51

O professor Gilberto Martins, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Avançado Carolina, publicou a obra “Centro de Artes Cênicas do Maranhão: Memórias e Resistência de uma Escola de Teatro”. O livro identifica alguns dos principais desafios para a profissionalização dos atores da capital maranhense e analisa, ao longo de dez anos, de 1997 a 2007, as memórias dos sujeitos que contribuíram para a criação da única escola de formação de atores de nível técnico do Maranhão. Ainda não há data para lançamento da publicação, por causa do período de distanciamento social determinado pelas autoridades para a contenção do novo coronavírus (Covid-19).

Os leitores podem ter acesso à obra através de e-book e impresso. O livro pode ser encontrado no site da Editora Paco (https://www.pacolivros.com.br/centro-de-artes-cenicas-do-maranhao-cacem ) e nos sites amazon.com.br, books.apple.com e play.google.com.

O livro é resultado da pesquisa de mestrado do professor Gilberto Martins, realizada no Programa de Pós-graduação em Artes, na Universidade Federal de Uberlândia (MG), de 2014 a 2016. A obra traça um perfil dos principais sujeitos que plantaram a ideia de uma escola de teatro em São Luís e a necessidades que levaram à criação do Centro de Artes Cênicas do Maranhão (CACEM).

A pesquisa também traz críticas sobre o funcionamento e atuação da escola de teatro, buscando entender a imagem do CACEM diante da população ludovicense e da classe artística local. “[…] se por um lado foi vista de diversas formas como: “necessária”, “importante” e “promissora”, por outro, também foi vista como “decadente”, “desqualificada” e “irrelevante””, descreve Gilberto Martins. O objetivo de analisar crítica e historicamente a atuação da escola não pretendeu, segundo o autor, firmar uma imagem negativa ou positiva do CACEM, mas provocar reflexão, “buscando entender em quais pressupostos a escola foi assentada durante dez anos; como se relacionou com as esferas do poder público; como se configuraram as relações de ensino e aprendizado na escola; como se regularizou uma escola de teatro em São Luís, num contexto instável de produção teatral”.

Sobre o autor

Gilberto Martins é graduado em Licenciatura em Teatro pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Mestre em Artes/Artes Cênicas pela Universidade Federal de Uberlândia (MG) e professor do IFMA Campus Avançado Carolina. Desenvolve pesquisa na área de História do Teatro Brasileiro e já publicou os estudos “Heterotopias: superfícies na formação do ator”,  “Contextos e proposições: um panorama dos desejos de criação de uma escola de teatro nacional nos séculos XIX e XX”, “Um exercício épico-dialético para uma crítica social em Tempo de Espera (1975)”, “Tempo de Espera: história e resistência no teatro feito no Maranhão nos anos de chumbo”, entre outros.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página